quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Estrutura do parágrafo.

Aula II.

1. Estrutura do parágrafo.

Objetivo: desenvolver parágrafos coerentes.

Definir como se desenvolve o parágrafo e apresentar exemplos de parágrafos padrões e exemplos de parágrafos incoerentes.

Definição:

Unidade de composição constituída por um ou mais de um período, em que se desenvolve determinada idéia central.

Importância:

Facilita ao escritor a tarefa de isolar e depois ajustar convenientemente as idéias principais de sua composição, permitindo ao leitor acompanhar-lhe o desenvolvimento nos seus diferentes estágios.

Extensão do parágrafo:

Há parágrafos de uma ou duas linhas como os há de página inteira. Se a composição é um conjunto de idéias associadas, cada parágrafo deve corresponder a cada uma dessas idéias.

Tópico frasal

À idéia principal de um parágrafo chamamos Tópico frasal. O tópico frasal encerra de modo geral e conciso a idéia-núcleo do parágrafo. É uma generalização em que se expressa uma opinião pessoal, um juízo, em que se define ou se declara alguma coisa.

Um parágrafo padrão precisa enunciar a sua idéia-núcleo de antemão. Garantindo a objetividade, a coerência e a unidade do parágrafo.

O tópico frasal facilita a tarefa de leitura. O seu uso é a resposta à pergunta “do que o texto fala”.

Diferentes tipos de tópico frasal:

1 Declaração inicial – o autor afirma ou nega alguma coisa logo de saída para, em seguida, justificar ou fundamentar a asserção, apresentando argumentos sob a forma de exemplos, confrontos, analogias, razões, restrições, etc.

a. Ex.:

i. Nosso organismo está programado para reagir, dentro de certos limites e padrões, diante de qualquer agente perturbador do nosso equilíbrio físico ou psicológico. O excesso de frio ou de calor, a fome, o barulho, um vírus ou até mesmo um chefe irritante são alguns desses agentes perturbadores aos quais reagimos, inicialmente com um alerta e, em seguida, com formas específicas de defesa. Se os elementos de defesa forem fortes, a dificuldade será vencida. Em caso contrário, o organismo pode chegar a um limite de exaustão tal que nossa saúde física e mental fica parcial ou totalmente prejudicada

b. Questões:

i. Qual é o assunto do texto?

1. As defesas do nosso organismo.

ii. Qual é o objectivo do texto?

1. Esclarecer como o nosso organismo responde às ameaças que o perturbam.

iii. Identifique o tópico frasal.

1. Nosso organismo está programado para reagir, dentro de certos limites e padrões, diante de qualquer agente perturbador do nosso equilíbrio físico ou psicológico.

iv. identifique a palavra ou palavras relacionadas ao assunto;

1. Reagir; agente perturbador; equilíbrio físico ou psicológico.

v. À delimitação do assunto;

1. equilíbrio físico ou psicológico

vi. Ao objectivo.

1. elementos de defesa; saúde física e mental;

2. Exercício:

a. Sou chamado de Kindzu. É o nome que se dá às palmeiritas mindinhas, essas que se curvam junto às praias. Quem não lhes conhece, arrependidas de terem crescido, saudosas do rente chão? Meu pai me escolheu para esse nome, homenagem à sua única preferência: beber sura (Sura: aguardente feita dos rebentos de palmeira), o vinho das palmeiras.

i. Qual é o assunto do texto?

ii. Qual é o objectivo do texto?

iii. Identifique o tópico frasal.

iv. Identifique a palavra ou palavras relacionadas ao assunto;

v. À delimitação do assunto;

vi. Ao objectivo.

3. Tópico frasal por definição – assume a forma de uma definição. Pode ser denotativa ou conotativa.

a. Amor é fogo que arde sem se ver

Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;

É solitário andar por entre a gente;

É nunca contentar-se de contente;

É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;

É servir a quem vence, o vencedor;

É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor

Nos corações humanos amizade,

Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Luís de Camões

Esse texto é construído apenas por tópicos frasais e a definição é metafórica. Para cada tópico poder-se-ia desenvolver um texto.

b. Exemplo de tópico frasal de definição.

i. Parte desta complexa distinção semântica se deve ao próprio desenvolvimento histórico do termo. A palavra cultura vem da raiz semântica colore, que originou o termo em latim cultura, de significados diversos como habitar, cultivar, proteger, honrar com veneração (Williams, 2007, p.117). Até o século XVI, o termo era geralmente utilizado para se referir a uma ação e a processos, no sentido de ter “cuidado com algo”, seja com os animais ou com o crescimento da colheita, e também para designar o estado de algo que fora cultivado, como uma parcela de terra cultivada. A partir do final do século passado ganha destaque um sentido mais figurado de cultura e, numa metáfora ao cuidado para o desenvolvimento agrícola, a palavra passa a designar também o esforço despendido para o desenvolvimento das faculdades humanas. Em conseqüência, as obras artísticas e as práticas que sustentam este desenvolvimento passam a representar a própria cultura.

4. Tópico frasal por divisão: apresenta-se sob a forma de divisão ou discriminação das idéias a serem desenvolvidas.

a. Ex.:

A teoria triangular do amor de Sternberg

Na teoria triangular do amor, os relacionamentos são caracterizados por três elementos: intimidade, paixão e compromisso. Cada um destes elementos e suas combinações entre si podem estar presente em um relacionamento, produzindo as seguintes definições:

Amizade (intimidade)

Limerence (paixão)

Amor vazio (compromisso)

Amor romântico (intimidade + paixão)

Companheirismo amoroso (intimidade + compromisso)

Amor fugaz (paixão + compromisso)

Amor consumado (intimidade + paixão + compromisso)

Outros modos de iniciar o parágrafo:

Alusão histórica: alusão à fatos históricos, lendas, crendices, anedotas ou a acontecimentos de que o autor tenha sido testemunha.

Ex’s.: era uma vez; já dizia meu avó; no tempo em que Jesus era...; diz o ditado; diz a bília que...

Ex.: Na década de 80, quando o país ainda eram jovem e o rock’in roll fazia sucesso nas lojas de disco, havia uma...

Interrogação: o parágrafo inicia-se com uma interrogação, seguindo-se o desenvolvimento sob forma de resposta.

Ex.:


Caviar

Zeca Pagodinho

Você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi
Eu só ouço falar
Você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi
Eu só ouço falar...

Caviar é comida de rico
Curioso fico
Só sei que se come
Na mesa de poucos
Fartura adoidado
Mas se olhar pro lado
Depara com a fome...

Sou mais ovo frito
Farofa e torresmo
Pois na minha casa
É o que mais se consome
Por isso se alguém
Vier me perguntar
O que é caviar?
Só conheço de nome...

Você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi
Eu só ouço falar
Mas você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi
Eu só ouço falar...

Geralmente
Quem come esse prato
Tem bala na agulha
Não é qualquer um
Quem sou eu
Prá tirar essa chinfra
Se vivo na vala
Pescando muçum...

Mesmo assim
Não reclamo da vida
Apesar de sofrida
Consigo levar
Um dia eu acerto
Numa loteria
E dessa iguaria
Até posso provar
Você sabe!...

Tópico frasal diluído ou implícito no parágrafo:

“A grande Luanda já gira em torno de 4,5 milhões de habitantes (estimativa da ONU, em 2004), o que a torna a terceira maior cidade lusófona do mundo, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro. Apesar da alta arrecadação do município e das obras custosas, que se multiplicam a olhos vistos, apenas 10% da cidade tem esgotos. Mais da metade da capital serve-se de água proveniente de poços domiciliares. A rede de hospitais é notoriamente deficiente para a população, ameaçada por uma taxa de poluição que técnicos internacionais consideram superior à de Chicago. O trânsito é um tormento, pois o acréscimo de novos veículos supera a capacidade de dar solução de urbanismo ao problema. Em média, o Luandense perde três horas do seu dia para ir e voltar, entre a casa e o trabalho.”

[texto adaptado de um jornal do Brasil]

O tópico frasal está embutido no parágrafo, ou seja, será necessário extrair a informação global do que o texto aborda. Nesse caso: “A cidade de Luanda enfrenta graves problemas urbanos”

Exercícios sobre como começar um parágrafo:

1. Proposta:

a. Visto os seis tipos de tópico frasal em início de parágrafo, construa um parágrafo seguindo um dos seis modelos.

i. Declaração inicial;

ii. Definição;

iii. Divisão;

iv. Alusão histórica;

v. Interrogação;

vi. Diluído ou oculto.

Um comentário:

  1. Sérgio Ventura...
    Te vi em meu blog e, achando muito interessante seu comentário, resolvi partir para uma abordagem mais minuciosa sobre voce e, cá me perco aprendendo muito. Se me permite, vou me fazer íntima desse espaço que esbanja cultura, da parte que mais me atrai;Língua Portuguesa e aprende de ti o que puder!

    Um abraço forte deixo para ti.

    Marisa Rosa Cabral.

    ResponderExcluir